Terapia Complementar – Cromoterapia

Terapia das Cores

Cromoterapia, uma das ferramentas utilizadas na Mesa Radiônica Quântica.

O Universo é composto por uma massa de radiações, como partículas atômicas, subatômicas e eletromagnéticas, onde se situam as sete cores do espectro solar.
 A terapia das cores ou Cromoterapia, que recebe atualmente o nome de Medicina Quântica, utiliza as vibrações coloridas para aliviar dores, prevenir e curar doenças, proporcionando o equilíbrio físico-energético do corpo humano.

O equilíbrio das cores
A cromoterapia se fundamenta em três ciências: medicina, física e bioenergética. A partir dessa perspectiva buscam-se prevenir e corrigir disfunções, além de despertar e desenvolver capacidades pessoais.  Essas ondas de potência quântica são de freqüência mensurável, cuja influência é observada pela informação do organismo celular, sub-celular e sub-atômico, como uma forma de linguagem que permite estabelecer o equilíbrio, a saúde e o bem-estar. A terapia das cores é eficaz, indolor e sem efeitos colaterais. Baseia-se no princípio bio-ativo restaurador do equilíbrio energético global, que harmoniza a circulação da energia no corpo humano.

A energia que circula em todas as células do corpo já era conhecida da Medicina Chinesa, que definiu o traçado energético do corpo humano como “Meridianos”, que formam uma complexa rede, na qual são ativados os pontos correspondentes aos órgãos em disfunção para restabelecer o equilíbrio energético.

 Os sacerdotes-médicos do antigo Egito já conheciam essa energia, que denominavam Heka –  um Conceito da Mitologia Egípcia que significa a “Magia do Poder da Expressão Criativa”

 Assim, podemos dizer que o corpo físico é gerado pelas vibrações de energia. Se o fluxo dessa energia for perturbado em qualquer região do corpo humano, o equilíbrio da saúde é interrompido e surgem os distúrbios, que vão desenvolver as doenças.

Existe um ponto de encontro entre a tradicional Medicina Chinesa e a alta tecnologia moderna aplicada sobre o corpo, que tem a capacidade de receber e de absorver a influência das freqüências eletromagnéticas e, especialmente na gama das ondas milimétricas, cuja potência é próxima do valor quântico. O sistema fisiológico do ser humano responde positivamente a essas freqüências.

 Das pesquisas que estudam a terapia aplicada a nível quântico, evidencia-se como a ação das radiações favorece uma reação útil ao organismo com os seguintes efeitos  favoráveis:
* melhoramento da circulação do sangue; *aceleração dos processos metabólicos; * ativação do processo regenerativo;  * efeito sedativo  * efeito analgésico;  * estabilização da membrana celular; * estimulação do estado geral; * normalização das arritmias cardíacas; * ativação da função oxidante do sangue;  * efeito imuno-modulativo e imuno-estabilizante do organismo.

Significado das cores para a cromoterapia

  • Vermelho – Ativa a circulação e o sistema nervoso, estimula o raciocínio e a capacidade mental, aumenta a força de vontade e a coragem, além de ajudar a eliminar o stress.
  • Amarelo – Atua na regeneração óssea, ajuda o autocontrole e estimula o raciocínio. Traz luz e harmonia para combater situações difíceis.
  • Laranja – Ajuda a eliminar gorduras localizadas, estimula a comunicação, a criatividade, a generosidade e o entusiasmo.
  • Verde – Acalma o coração e a mente – possui ação anti-séptica e vasodilatadora. Também é energizante e proporciona esperança e satisfação pessoal.
  • Azul – Ajuda a tranqüilizar e acalmar. Também possui ação analgésica e previne os sintomas do stress.
  • Violeta – Melhora a saúde e ajuda na cura de infecções e inflamações. Também tem o poder de transformar energias negativas em positivas.
  • Branco – Ajuda na purificação da mente e traz tranqüilidade e paz. 

 A Cromoterapia equilibra o corpo físico-energético do ser humano, proporcionando-lhe maior disposição e saúde. Assim, com um novo ânimo o indivíduo estará apto a enfrentar os problemas que o preocupavam, encontrando sempre a melhor solução.

Boas energias e com o carinho de sempre…

Fonte: cromoterapia.org.br – e Revista Viva Saúde