Moralidade – Lembrete dos Anjos

Moralidade

A mente preguiçosa jamais compreenderá o verdadeiro espírito da moralidade.

Todos nós provavelmente já vimos nas histórias em quadrinhos o anjinho que se senta num dos ombros de uma pessoa falando sobre as virtudes da verdade, enquanto um diabinho se senta no outro ombro dizendo à pessoa que ela deve ser má.

Saber distinguir entre o certo e o errado no que diz respeito ao comportamento e aos motivos é obrigação da consciência, e é desta última que nasce a moralidade. A moralidade tem recebido pouca atenção no período mais recente da história porque não paramos para compreender como ela é importante.

Embora muitas religiões queiram nos fazer acreditar que a moralidade existe para controlar nosso comportamento a partir do exterior, esta idéia é absolutamente falsa.

A moralidade resulta do nosso discernimento interior do que é certo ou errado para nós. Ela envolve fazer escolhas que nos beneficiam e promovam o progresso do todo. A decisão de permitir que um sentimento de moralidade governe seus motivos e seu comportamento, pode significar a demora da gratificação ou até mesmo o sacrifício de algo que você realmente quer ter ou fazer.

Esta característica levou a moralidade a tornar-se extremamente impopular, uma vez que fomos ensinados a “fazer tudo que seja agradável”, e muitos de nós baseamos nossas decisões nesse clichê. Mas os clichês mudam, e precisamos mudar com eles.

Na próxima vez que você sentir vontade de fazer alguma coisa porque ela o faz sentir-se bem, pense nesses pequeninos seres sentados no seu ombro e ouça o que cada um deles tem a dizer. Depois então faça sua escolha.  

Reflexão Angelical: Farei o nobre esforço de prestar a atenção à voz do anjo sobre meu ombro.

Boas energias e com o carinho de sempre…